Aula 4 – Praticando o ritmo

METRÔNOMO

O metrônomo é um aparelho que serve para ajudá-lo a manter-se sempre no ritmo regular. Existem metrônomos acústicos, eletrônicos, aplicativos de celular e computador. Todos eles operam da mesma forma, você apenas monitora a velocidade (BPM – batidas por minuto), e escolhe o compasso.

Vamos utilizar o metrônomo nos exercícios. A utilização deste recurso acelera o aprendizado do violão. Uma hora de exercícios com o metrônomo vale por dez horas de estudo sem ele.

Coloque o compasso em 2 tempos, com velocidade (BPM) de 60. Nosso primeiro exercício com o metrônomo é bater o pé direito no ritmo fazendo a contagem: 1 2 1 2 1 2 1 2 1 2 junto com a batida. Aumente para 80, exercite alguns minutos, aumente para 100 e finalmente exercite em 120.


O RITMO NO VIOLÃO

A batida do pé junto com o metrônomo é nosso ponto de partida para o ritmo ao violão. A mão deve acompanhar a batida do pé. Quando o pé desce a mão desce. Quando o pé sobe, a mão sobe. Nem todos os ritmos se toca nas cordas na subida e na descida. Às vezes, toca-se na descida e não toca-se na subida, ou vice-versa. O ritmo tocado pra cima e pra baixo o tempo todo é grosseiro. A elegância do ritmo está em saber trabalhar os momentos de subidas e descidas da mão sem tocar as cordas. Mesmo quando não toca nas cordas, a mão sobe e desce para acompanhar a batida do pé. Veja o quadro abaixo:


RITMO MARCHA (versão 1)

Este ritmo é o mais básico. A contagem fica “1 e 2 e”. Toque as cordas no tempo 1 com o polegar e toque as cordas no tempo 2 com o indicador, ambos os toques pra baixo. Bata o pé na contagem do tempo 1, suba o pé na contagem do “e”, bata o pé na contagem do tempo 2 e suba novamente no “e”. A mão deve acompanhar o pé, na subida e na descida, mas só toca nas cordas pra baixo, quando o pé sobe a mão também sobe, mas não toca as cordas na subida.


COMO TROCAR OS ACORDES JUNTO COM O RITMO

A maior dificuldade do iniciante é trocar os acordes sem perder o ritmo. A mão esquerda, que faz o ritmo, não pode parar e ficar esperando a mão direita acertar a posição. Aqui o segredo é ficar esperto com a mão esquerda, e liberar o acorde antes de fechar o último tempo da contagem, tocando as cordas do violão soltas e assim aproveitando esse momento para trocar a posição do acorde. Assista ao vídeo para ver como funciona na prática esta técnica.


EXERCICIO DE RITMO COM OS ACORDES

Execute a sequencia de acordes representada nas cifras abaixo. O sinal % significa repetir o acorde anterior. Teremos então dois compassos de dois tempos para cada acorde.


ACORDE RÉ COM SÉTIMA (D7)

————————2———– dedo3
——————–1————— dedo1
—————-2——————- dedo2
————0———————–
——–x—————————
—-x——————————-


MARCANDO OS ACORDES NUMA CANÇÃO CIFRADA

Quando for tocar uma música cifrada, devemos primeiro memorizar os locais da letra onde ocorrem as mudanças de acordes. A marcação se faz sem cantar nem tocar com ritmo, mas apenas dizer a letra e observar em que sílaba ocorre a troca de acorde, sem fazer ritmo, apenas descendo o polegar pelas cordas no momento certo.


TOCANDO A CANÇÃO ASA BRANCA

Asa Branca (Luiz Gonzaga)

   D                    G
Quando olhei a terra ardendo 
        D      A7      D 
Qual fogueira de São João 
          D7            G
Eu perguntei a Deus do céu, ai 
          A7         D 
Por quê tamanha judiação 
   D                    G
Que braseiro, que fornaia 
        D      A7     D 
Nem um pé de prantação 
          D7               G
Por farta dágua perdi meu gado
          A7            D 
Morreu de sede, meu alazão 
D                 G
Inté mesmo a asa branca 
      D    A7    D 
Bateu asas do sertão 
            D7            G
Entonce eu disse, adeus Rosinha 
         A7              D 
Guarda contigo meu coração 
D                  G
Hoje longe muitas léguas 
      D      A7   D 
Nessa triste solidão 
          D7            G
Espero a chuva cair de novo 
         A7              D 
Pra mim voltá pro meu sertão 
D                        G
Quando o verde dos teus olhos 
        D     A7    D 
Se espalha na prantação 
           D7              G
Eu te asseguro, nao chores não, viu? 
            A7                D 
Que eu vortarei, viu, meu coração 

---------------------------------
--3-0-2---0----------------------
--------2---0-2---0--------------
----------------4---2-4-0-2---0--
----------------------------4----
---------------------------------

O restante da letra você encontra nos sites de música. Cuide para não pressionar com muita força as cordas. Pratique com calma e descanse as mãos. Aconselho a não seguir em frente enquanto esta canção não estiver bem segura. O segredo é repetir várias vezes.

Bom trabalho e até a próxima!

85 comentarios

    Zé do Bêlo

    Raimundo, pode acontecer sim troca de acorde rápida nas passagens, com mais de um acorde no mesmo tempo, a cifra é só uma anotação, se estiver bem escrita o acorde é colocado exatamente sobre a sílaba da letra que precisa trocar, mas se você tem o áudio da música fica mais fácil saber como é.

Meuris

Até conhecer seu site eu estava achando super difícil aprender a tocar violão cara…Que Deus continue abençoando vc !!!!
Seu material e show!!!

Raimundo d Sena Santos

Zé, na música ASA BRANCA e muitas outras, existem acordes muito próximos. Considerando o ritmo(velocidade) com o trocar de acordes sem sem prejuízo do andamento da música.

    Zé do Bêlo

    Ola Raimundo, obrigado por participar das aulas. A música deve ser praticada com o metrônomo em 60, e então vai aumentando a velocidade em 10 bpm até atingir a velocidade normal da música, em torno de 100, não se pode pular etapas, você vai dominando a técnica aos poucos, precisa somente tempo e dedicação, boa sorte!!

    Valci Vieira

    Olá Zé. Parabéns pelo site. Você responde mesmo as duvidas e não deixa ninguém na mão. Você já pensou em dar aulas on line? Via Skype por exemplo.

      Zé do Bêlo

      Olá Valci, obrigado, é uma boa sugestão a sua, nunca me ocorreu, mas me interessa sim, vou pesquisar sobre o assunto, acho que só precisa adequar uma sala com boa iluminação e uma boa webcam, não? Um abraço!!

Raimundo de Sena Santos

Zé, na Aula 4 do curso, você diz: vamos dividir cada toque de um segundo em duas partes para o ritmo de dois tempos, ou binário. Minha dúvida é: 1 e 2 e 1 e 2….com polegar nos números; 1 e 2 formam um só tempo?

    Zé do Bêlo

    Não, Raimundo, “1 e” é o tempo 1 completo, “2 e” é o tempo 2 completo. No numeral o pé bate no chão e na letra “e” o pé sobe. O polegar toca somente no tempo 1, o indicador toca nas demais passadas (e 2 e).

      Raimundo de Sena Santos

      Ótimo, Zé. Agora entendi. Mais uma: antes de comprar o DVD, eu via as aulas pela internet, além aula em si, tinha os vídeos estes não aparecem mais..

        Zé do Bêlo

        Raimundo, verifique, talvez os plugins do seu navegador estejam desatualizados, as aulas de video continuam aqui no site, a gente não mudou nada não, valeu, abraços!

Diego T

Algumas dúvidas de iniciante:
– o que é o compasso?
– na hora de usar o metrônomo eu bato o pé na batida mais forte? Cada batida mais forte indica um tempo diferente?

Obrigado.

    Zé do Bêlo

    Ola Diego, compasso é uma unidade de ritmo, uma célula, uma forma de organizar a musica para facilitar o arranjo em trechos completos. Os gringos chamam isso de chorus. Um trecho de música popular, um chorus, normalmente tem entre 8 e 16 compassos, um refrão normalmente tem 4 compassos, isso faz com que a música tenha uma métrica, o que facilita a construção dela. Então, nesse espaço de 8 compassos você constrói sua melodia e arranjos. Quando vai programar uma bateria eletrônica, por exemplo, é produtivo trabalhar nessa lógica. O metrônomo bate mais forte no primeiro tempo do compasso. Então, a cada batida forte você estará entrando em um novo compasso. A quantidade de batidas fracas, após a forte, vai variar conforme o compasso que você selecionou no metrônomo, se foi compasso binário (2/4), ternário(3/4), quaternário(4/4), etc. Disso se segue que, no compasso quaternário, por exemplo, que é o mais comum, há uma batida forte no tempo 1, e batidas fracas nos tempos 2, 3, 4. Este seria o primeiro compasso. Assim que chega ao tempo 4 deste compasso, virá a próxima batida forte, que já é o tempo 1 do segundo compasso, e assim por diante. Você bate o pé em todos os tempos, no forte e nos fracos, junto com o metrônomo. A velocidade do metrônomo também é importante, a isso se chama andamento da música, medido em BPM (batidas por minuto).

      Diego T

      Perfeito, Zé do Belo!!!!
      Muito obrigado!
      Já estou conseguindo tocar o comecinho de Asa Branca, e isso só dá ânimo pra continuar!!! 🙂

CARMEN

VALEU MESMO!!!
DE FORMA BEM ACESSÍVEL.
AO INICIANTE.
BEM PRATICO E SIMPLES .
ISTO ME DA MOTIVAÇÃO PARA CONTINUAR
SOU INICIANTE.
GRATA.
CARMEN

Francisco André Peixoto Monteiro

Há anos venho tentando aprender violão… já rodei vários sites.. Estou aprendendo aqui.. já estou muito satisfeito com o que já aprendi… Continuo me dedicando.. Obrigado Ze…

Ricardo San

Suas aulas são excelentes.Parabéns pelo trabalho maravilhoso e essa dedicação que nos dá confiança em segui-lo pelos caminho da música; sem qualquer receio para desistir.

George

Ola Ze, bom dia! Tem alguma maneira para aprender ritmo de ouvido? Para aprender quando a mão sobe ou desce rapidamente? Eu vi uma variação da Valsa 3×4 onde a pessoa ensina a subir tocando no primeiro tempo v^ v v.
Bom, como posso aprender tirar os ritmos de ouvido.. tbm tenho tido alguma dificuldade em ler os ritmos em partitura.. abraços

Deibson

muito bom. estou com o violao a uma semana. primeiro ritmo esse da Asa Branca. que parece a musica mesmo kkkkkk valeu. daqui uns 10 anos vou tocar inteira.

    ZeDoBelo

    Roberto, o violão de cordas de nylon é melhor para aprender a tocar, e quanto às marcas, tem diversas, vá pelo preço, violão de 150 reais é mais ou menos, violão de 300 reais é bom, violão de 800 reais é muito bom, e violão de 1200 reais pra cima é excelente.

      pedrinan

      Zédobelo,obrigada por o curso,nao conseguia aprender,agora encontrei esse curso já estou tocando,musicas infantil e asa branca,vou continuar o curso,estou indicando aos amigos é muito fácil com esse curso.

      Yaya

      A única coisa ruim disso tudo, é ele comprar um de 800 reais e ver que não é o que ele realmente quer, conheço várias pessoas que sonhava em aprender tocar violão, comprou um violão bom e depois viu que não era aquilo que queria, aí teve que vender mais barato o violão. Geralmente aconselho comprar um de 300.

    pedrinan

    Roberto vieira,tenho um violao cm cordas de nylon,eletrico,tagima,pra vender R$450,00 É muito bom.se vc tem interesse (85)86893212

Reginaldo

Zé andei pesquisando os livros que me indicou, mas não sei a diferença entre violão clássico e popular. O clássico está associado a música erudita? Obrigado.

    ZeDoBelo

    Reginaldo, sim, é violão erudito, Villa-Lobos, J.S. Bach, Carcassi, Aguado, Paganini, estes são alguns dos principais autores. Já o violão popular trata, em síntese, de ritmos brasileiros populares, tais como o samba e suas variações, o chorinho, a chula, o cateretê, o maracatu… são centenas de ritmos vindos de todas as regiões do Brasil, e alguns são tão dificeis de tocar quanto as obras eruditas de nivel avançado. Qualquer dúvida, fico à disposição. Abraço

      Reginaldo

      Obrigado Zé por dividir algo tão precioso (o conhecimento) de forma gratuita e atenciosa com todos que frequentam o site. Deus te abençõe amigo.

Reginaldo

Zé, primeiro parabéns por essa iniciativa. Procurei vários sites de aula de violão e posso te dizer que o teu é o mais didático e trabalhado. Após o término do curso básico o que você aconselha para quem deseja se aprofundar no estudo? Obrigado.

    ZeDoBelo

    Oi Reginaldo, depende, tem vários caminhos a seguir, você pode aprofundar os estudos ou você pode iniciar formação de repertório, nesse caso aconselho o site Cifra Club. Caso queria se aprofundar no violão, vai necessitar aprender partitura. Nesse caso, basicamente, você tem dois caminhos: violão clássico ou violão popular, o violão clássico aconselho estudar os métodos em livros de Henrique Pinto, e o violão popular aconselho o livro Ritmos Brasileiros, de Marco Pereira. Boa sorte, amigo, e obrigado!

ANTONIO TEIXEIRA DE LIMA

OI ZÉ TUDO BOM,EU JÁ ESTOU TOCANDO ASA BRANCA,PASSANDO SÓ O POLEGAR NAS CORDAS,COM O RITIMO DE MARCHA EU ESTOU ME ENROLANDO AINDA,+ ESTOU TREINANDO.
FICA COM DEUS.
OBG.

ANTONIO TEIXEIRA DE LIMA

OI ZÉ TUDO BOM,COMO É QUE EU FAÇO PRÁ COLOCAR UMA CORRÊA NO MEU VIOLÃO,O MEU VIOLÃO É ELETRÔNICO E NÃO TEM A ONDE COLOCAR A CORRÊA.

    Zé do Bêlo

    Oi Raimundo, o ritmo original é o xote, que é um pouco dificil para iniciantes a contagem dele. O baião-toada também vai funcionar. Para os mais iniciantes, sugiro adaptar nesta música, “Esperando na Janela”, os dedilhados de marcha (aula 9). Aliás os iniciantes podem tirar centenas de músicas com este dedilhado básico, que é coringa, serve para quase todas as situações, e aos poucos pode vai adaptando ele para o reggae, entre outros ritmos, bastando inverter o dedilhado, conforme a música, ao invés de começar pelo P começa pelo I, etc, basta treinar bastante a técnica até que ela fique bem flexível. Depois disso, é só adapta-la usando a criatividade. Na verdade, qualquer arranjo se deve ir trabalhando durante a música e mudando um pouco a cada repetição, na medida em que domina a técnica dos dedilhados. Assim vai encontrando o caminho. Boa sorte!

Raimundo de Sena Santos

Oi, ZÉ,
Por gentileza, qual é ritmo de Como é Grande o meu amor por você. Quais os dedos que sobem e os que descem?

    Zé do Bêlo

    Oi Raimundo, entre os que eu mostro aqui no site poderia usar os dedilhados de marcha (aula 9) e também o ritmo da balada (aula 6), os dois vão funcionar muito bem. Na verdade, essa é uma música que dá para adaptar com diversos dedilhados ou ritmos de quatro tempos. Caso queria pesquisar outros na web, procure por ritmo de baião-toada, que também vai ficar muito bom nessa música. Boa sorte

Edison Sampaio

Zé, parabéns! Comecei sem botar fé em mim e já estou tocando Asa Braca. Cantando ruim e envergonhado, mas sentindo firmeza (kekeke!!!). Obrigado.

Jeysi

Oi.. Eu queria saber se existe alguma técnica para mudar os acordes rápido, é que eu não consigo mudar de acordes com muita rápides.
Desde já obrigado!!!

    admin

    Jeysi, as técnicas que conheço são as que ensino aqui nos vídeos. A velocidade vêm com a prática, não se preocupe com isso, apenas continue praticando os exercícios, pois os resultados vão aparecer. Boa sorte!

ANTONIO T DE LIMA

OI ZÉ,TUDO BOM? O MEU PROBLEMA É COM O CORDE SOL MAS ESTOU TREINANDO.
OBRIGADO PELAS DICAS.

Jackson

Zé ..vc é sensacional parabéns pelo site , foi o melhor site de aprendizagem de violão q eu já vi :)) , mas Zé , eu to com dificuldade nas passadas pro G , queria saber se vc tem alguma dica sobre essa troca de acorde , abração Zé e Parabéns pelo ÓTIMO site !

    admin

    Valeu Jackson!! Muito bom saber que vc aprova o meu site! Essa dificuldade no acorde, vc consegue superar com alguma prática, minha dica é a seguinte: procure usar a formação do G com dedos 3 e 4 nas cordas 2 e 1, iniciando a pegada do acorde com estes dois dedos e após firma-los bem lá embaixo, só depois disso, chegue junto com os dedos 1 e 2 nas cordas 5 e 6. Isso vai ajudando a pegar firmeza, pois o problema deste acorde é que ele exige muita abertura dos dedos. Boa sorte! Abraços

      Jackson

      Vlw Zé..!! o pouco q eu segui essa dica já melhorei demais ..e eu nem treinei muitas vezes ela !! Valeu pela Força ..e até a próxima dica 😛

sales

mano mto obrigado eu estou gostando mto dessas aulas tocar violão sempre foi
meu sonho de criança vc não sabe oquanto está me ajudando mto obrigado mesmo

rafaela santos gonçalves

NOSSA ENTREI AGORA AQUI NO PC TA BEM MODIFICADO O SITE NÉ?
PARABENS FICO MANEIRO!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! 🙂

Arnaldo Araújo dias

Zé estou começando a usar o metrônomo e gostaria de saber como utilizar as áreas primary e accent. O que quer dizer esses quadrinhos?

desde já agradeço, curso muito bom!

    admin

    Oi Arnaldo, qual modelo/marca do metronomo? Normalmente o accent usa-se caso queira alterar o tempo forte, que por padrão é o tempo 1 do compasso (note que no tempo 1 o som do metronomo é diferente, se quiser alterar isso use o accent). Já primary eu não sei o que é.

    admin

    João, talvez esteja faltando a você um pouco mais de tempo de prática. A dica é persistir, amigo. Boa sorte!

Elias junior

Ze eu tenho mais dificuldade em trocar as posiçôes de dedo quando to fazendo a nota D e tenho q mudar pra nota D7, alguma dica?

    admin

    Elias, essa troca é difícil para quem tá começando porque mudam todos os 3 dedos de corda e casa. Mas com a prática isso vai ficando mais fácil. O D7 a mão tem que ficar um pouco mais reta do o D, que precisa inclinar mais à esquerda.

Fabrício Tomaz

Acompanhando tbm, vamo aprender galera.
Ja ja tah ae o novo ícone Sertanejo pra vocês kkkkkkkk

      Emerson

      zé eu tb to com uma duvida sobre os acordes , primeiro o G eu aprendi com os 4 dedos sendo o 3 na 2° e o 4 na 1° corda, o o A7 com os dedos 2 e 3, alguns dos dois ta errado ou nao tem diferença??

        admin

        Emerson, existem diversas maneiras de montar os acordes. Quando você faz essa montagem de G, tanto faz a corda 2 solta como pressionada na 3ª casa, porque estas duas notas da corda 2 pertencem ao acorde G, por isso a escolha é pessoal.

Comente

  • *preenchimento obrigatorio